Pesquisar este blog

quarta-feira, novembro 14, 2012

Odus negativos no Candomblé


Quando posso, eu assisto a programas de rádio sobre Candomblé aqui no Rio. Podem ser ouvidos pela Internet também, existem 2 rádios que tradicionalmente tem esses programas normalmente no horário noturno a partir das 21:00.

Olha, eu ouço, mas é um verdadeiro FEBEAPA, como diria o já falecido Stanislau Ponte Preta. Sim, um festival de besteira, mesmo para o Candomblé. É inegável o caráter comercial que eles tem, mas, igualmente inegável o despreparo dos tais programadores de rádio. Me admira que pessoas após os ouvirem os procurem, mas, existe vontade para tudo e quem os procura faz de livre e expontânea vontade. Igualmente quem os ouve faz porque quer. Dessa forma, cada um avalie o que é bom ou ruim.

Eu tinha vontade de, de vez em quando fazer uma coletânia das besteiras que eles falam, mas, meu tempo não é lixo para eu falar de lixo. Assim vou tocar em um ponto apenas que é o caso de Odu negativo, porque que eu ouvi vários deles falando a mesma coisa.

Lembro que eu já falei aqui que a maior parte dos babalorixas e Iyalorixas de Candomblé, que se promovem falando de Ifá, não tem a menor ideia sobre o que estão falando. Eles nada sabem e não tem idéia do que seja Odu ou Orunmilá. Apenas usam isso para impressionar as pessoas e torna-los diferente dos demais, arrotando um conhecimento que não tem. Essas palavras são adjetivos usados para valorizar frases.

Eles falam de um Ifá que não é o de verdade. Eles falam de um Ifá que, na ausência do culto de Ifá no Brasil, eles construiram como se fosse o Ifá de fato. Não é. O que eles chamam de Ifá, Odù e Itan, são coisas que eles aprenderam de fontes ruins, inventaram e foram se copiando, o que transformou muitas informações em erros.

Aliás o processo que eu entendo que mais ocorreu foi esse da cópia e reprodução. Alguém descobriu algum material, talvez até correto, saiu repetindo e criando em torno disso, outros pegavam o que esse falou e fazia a versão dele e por ai foi. Acabaram criando uma cultura própria, sem nenhuma base.

Vejo uns livros que são feitos por aqui, uns edições próprias dos Babalorixá outro de editoras mesmo e são muito ruins em tudo que diz respeito a Ifá e vindo de gente que se diz esperta no assunto.

Claro, estou exagerando um pouco, o que essas pessoas falam tem sim alguma base real. O problema foi a falta de doutrina no conhecimento e no uso dele. Se entender o todo ou algumas razões aquele conhecimento foi sendo priorizado e objetivado para aquilo que era facil de aprender e explicar ou mesmo que parecia mais úitl. 

O texto que fiz sobre eerindinlogun e Ifá, que esta aqui no Blog, fala bastante sobre isso, não preciso repetir nada, basta ir lá e consultar.

Dentro dessa ignorância completa no que seja Ifa e Odu, esta o uso do termo Odu negativo.

Aliás, a primeira coisa a lembrar está o continuado uso de determinar Odu através de data de nascimento. Leitores, por amor ao seu Orixá, isso é uma idiotice. Já expliquei no Blog. ISSO NÃO EXISTE. É uma bobagem, uma besteira. coisa de idiota.  Não faça isso e nem acredite nisso. Se alguém fala sobre numerologia e Ifá é basicamente porque esta pessoa é ignorante e não sabe nada, mas nada mesmo de Ifá.

Numerologia é numerologia, Ifá é Ifá. Não existe vínculo!

A outra coisa grave é quando a pessoa amarra nisso a afirmação de que saiu para essa pessoa um Odù negativo. Assim Osa é negativo, Owonrin e outros que não lembro agora, mas raro é ver um positivo, todos são ressaltados pelos seus caráteres mais graves.

Gente, NÃO existem Odùs negativos por definição. Um Odù pode naquele momento trazer uma mensagem na qual ele indica uma negatividade ou uma positividade  presente em você e em sua vida.

Odù não é a negatividade. Odù é a mensagem que explica o que você já tem e é também a benção de Olodumare trazendo a solução para sua vida. 

Odù é o remédio não é a doença. 

Não podemos chamar o remédio para curar o câncer do próprio câncer. Se um remédio é destinado a curar uma doença, se vemos alguém usando-o vamos saber que aquela pessoa tem aquele problema e não que aquele remédio é quem transmite a doença para ela.

Os Nigerianos entendem que o Odù anuncia uma Benção, um Ire, ou então um questionamento um Ayewo, porque eles não aceitam que ele anuncie um mal. Você deve questionar o que não esta bem com você.

Os Cubanos também pensam assim. Para ele é Ire, benção ou Osogbo (não benção). Eles não usam a expressão Ibi - mal. 

Odù é o remédio, é a benção que recebemos de Olodumare através de Ifá. 

Eu tenho uma explicação bem simples e que qualquer pessoas pode entender. Odù sempre é uma benção. Se você está bem e necessita melhorar ou trilhar novos caminhos, o OdÚ vem positivo, ou em Ire como falamos, trazendo esse axé adicional para você. Ele vai alavancar a sua vida, te impulsionar.

Se você não esta bem e o Odù vem negativo, ou em osogbo, não é o Odù que tem o problema é você, e nesse caso ele vem tirando essa sua negatividade para normalizar sua vida.


Em Ifá, verdadeiro, primeiro se determina o Odù e depois, usando novas caídas e os Ìbò você determina o tipo de mensagem (Ire/osogbo Ire/Ayewo)

Desta forma qualquer Odù sempre pode representar uma mensagem sobre uma situação positiva ou negativa e sempre trazendo a solução para esta situaçãoDessa maneira um Odù sempre é positivo, negativo pode ser o que ele venha a resolver e que você já tem. Não é o Odù que traz isso.

NÃO existe isso de dizer que determinado Odù seja por definição negativo ou que tenhamos nos 16 Odu aqueles negativos e os positivos.

Todo Odù vem de Olodumare através de Orunmila. Assim todo Odù é bom, é o que você precisa para melhorar.

Pior é que essas pessoas sem conhecimento e escrúpulo fazem isso usando a maldita data de nascimento. Temos então 2 besteiras ao mesmo tempo, numerologia para determinar Odù e pré-definição de positivo/negativo. Não levem isso a sério.

Duas coisas podem motivar eles falarem essas besteiras. A primeira e mais provavel é ignorancia. Eles não sabem mesmo o que é correto. Aprenderam alguma coisa de qualquer jeito e inventam mais para esconder o pouco que aprenderam. A segunda é que isso é uma boa estratégia para assustar as pessoas, sem motivo e fazer essas pessoas os procurarem.

Gente, não de atenção a essas pessoas e nem a essas afirmões.  Isso apenas ensina coisas erradas e confundem as pessoas. Não tem utilidade ou propósito a não ser o de confundir. 

Se você quer aprender mais veja os seguintes textos:

http://blog.orunmila-ifa.com.br/2013/01/c-omo-determinar-se-o-odu-e-positivo-ou.html

http://blog.orunmila-ifa.com.br/2012/07/odu-de-nascimento-junto-com-esta-mania.html

http://blog.orunmila-ifa.com.br/2011/07/odu-energia-de-olodumare-o-que-e-odu.html