Pesquisar este blog

segunda-feira, outubro 07, 2019

RESPONDENDO PERGUNTAS


Esse Blog responde a qualquer pergunta que for postada nos comentários ou enviada por email para ogbeogunda@gmail.com.br.



O opele e os búzios tem o mesmo nível de precisão?



sim.

É um tema complicado. Não encontrei nenhuma referência documentada que qualificasse os oráculos em relação a precisão.

O que eu tenho como referência são as fontes teológica que validam os oráculos.

Observe que nesse aspecto eu ignoro opiniões de Babalawos ou de Babalorixás da Nigéria ou Benin, como podem ser encontradas em vídeos em Youtube. Essa fonte oral reflete a opinião de uma pessoa ou o conhecimento que ele tem ou o interesse que ele têm.

No que pese entender que antropólogos e outros pesquisadores podem entender que esse é o método deles, assim como é o método deles usar uma fonte e não várias eu  procuro antes de tomar uma posição, observar se uma informação é confirmada por fontes diferentes não diretamente ligadas.

Além disso eu observo o contexto teológico e teogônico envolvido, isto é, o que dentro da religião e sua estrutura documenta e estabelece aquela informação ou posição como válidas. Na minha opinião tem que haver base na religião que fundamente e legitima aquilo.

Eu digo a todos que FÉ em uma religião é uma via de 2 mãos. Você tem que ter a fé, crer, e depois ter o resultado disso.  Assim qualquer coisa que se faça dentro da religião tem que ser justificado pelo O QUE SE FAZ, COMO SE FAZ E POR QUE SE FAZ. Tem que ter essas 3 coisas explicadas e justificadas. Qualquer coisa diferente disso é fé cega, opinião ou invenção.

Dessa maneira, tenho versos que qualificam a qualidade do oráculo de búzios estabelecendo sua ligação com Óxun, Órunmila e Olodumare. Bascon e Abimbolá documentaram isso.

Tenho a teologia em torno da figura de Órunmila e seu oráculo amplamente documentada, incluindo o surgimento dos ikins e opele.

Outro oráculo pouco referenciado mas de uma qualidade absurda é o Obi. Também consistentemente documentado.

Assim, os búzios, o Obi e Ifá tem bases sólidas nessa religião.

Existem uma questão que pode ser discutida dentro de Ifá que é entre Ikin x Opele. Eu já dei minha opinião.

Em relação a aspectos práticos, empíricos, eu já usei  para uma mesma situação búzios e Opele e cheguei às mesmas conclusões. A diferença é que cada um deles permite uma exploração diferente da consulta devido à sua base e mecanismos.

Claro que sempre o que importa é a habilidade do olhador em explorar o instrumento que tem e nada sobrevive a um mal olhador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário