Pesquisar este blog

sábado, maio 10, 2014

O que você precisa saber sobre consultas a Ifá

(Parte 2 / 5)



O valor da consulta e de trabalhos adicionais


O valor de uma consulta a Ifá esta ligado ao mercado disso, o mercado de consulta a oráculos. Para este mercado não existe especialização o que importa é a eficácia, a rapidez que se resolvem problemas. Ifá não é eficaz, é eficiente, com o suporte de ifá você poderá resolver problemas da sua vida e decisões de maneira definitiva.

Não entre na idéia de que tudo que é bom é caro. Uma consulta a Ifá, se bem feita vai te dar orientações e conselhos. É isso que você esta pagando. Um Babalawo não pode almejar ser rico. Ele pode almejar que em função da dedicação que Ifá exige e do prazer e realização que ele sente em fazer aquilo, que Ifá possa sustentá-lo. Todas as religiões sustentam os seus sacerdotes, ser um sacerdote remunerado por este ofício não é nada demais.

Pagar a um Babalawo pela consulta é completamente natural. Os espiritas ( kardecistas ) que são elitistas e arrogantes, além de representarem um embuste ideológico, inventaram que a prática da religião deveria ser caridade, porque é um dom divino. Isso é tão fraudulento e elitista como era o barão de coubertain que criou as olimpíadas modernas somente para amadores (Ele apenas queria afastar, como fez por muito tempo as classes mais pobres da disputa).


Padres são remunerados, monges são sustentados, literalmente pelas comunidades onde vivem.


Ifá exige dedicação e gastos para se manter. Mesmo pessoas que trabalham e são Babalawo precisam cobrar para fazer frente aos seus gastos devido à esta atividade religiosa. O Babalawo tem que periodicamente se submeter a cerimônias e ebós devido ao exercicio da atividade como Babalawo. Lidar com o supernatural, suas energias e os problemas das pessoas transfere para o Babalawo, suas casa e vida energias que devem ser neutralizadas.


Assim, um Babalawo cobra pelo que faz, mas, isso não é um trabalho para ser rico. Se você procura um Babalawo que seja rico ou muito bem de vida em função do que faz, pensem muito bem, porque é você que vai pagar pela gasolina azul dele ( como a gente falava antigamente...).


Não use para Ifá o mesmo raciocínio que usa para médicos, onde quanto mais caro e mais difícil a consulta, melhor o médico é.

se você vai a Ifá de fato, não importa se a consulta custa R$1 ou R$10. Quem fala com você é Orunmila. O Babalawo é o intermediário. O divino, Orunmila vai falar com você tão bem em uma consulta de 1 ou de 10. O que você tem que saber é se aquela pessoa é de fato um Babalawo e se leva a sério o que faz.


Além disso, você pode anotar ou pedir para que seja anotado os Odù da consulta e os Ebó. Isso é seu, você pagou por isso. Existe um padrão para essa anotação. Você pode levar isso para qualquer Babalawo interpretar para você.

Essa é outra grande diferença entre Ifá e os outros oráculos. Uma vez feita a consulta, qualquer Babalawo pode interpretar e fazer os Ebós. Se você não gostou desse, procure outro para fazer os ebós ou mesmo para que ele interprete para você. Nesse aspecto é igual a médico....  você pode levar seus exames para validar o diagnóstico e receitas. Ifá é igual.

Fique atento porque os gastos de uma consulta não se esgotam no valor daquela consulta. Em quase todos os casos haverá sempre um ebó a ser feito, esse é o jeito de ifá. Pode ainda envolver oferendas ou sacrifícios a orixas, mas vou comentar a seguir isso. Nesse momento eu chamo a atenção que, a menos que você não vá fazer o ebó indicado ( ebó de ifa é uma coisa mais simples ) que o ebó vai custar pelo menos o mesmo que uma consulta.

Dessa maneira já vá montando o seu orçamento baseado nisso, você vai gastar no mínimo o dobro do valor da consulta, certamente mais, tudo vai depender do bom senso e ética do Babalawo.


Observem, não estou dizendo aqui que todo Babalawo é aético. Estou dizendo que vocês devem ficar atentos, não existe garantia de virtude. Isso é vida normal, mundo real, tem gente que nem é Babalawo e finge que é. 



Nota: As postagens deste assunto já estão preparadas para publicação, são mais 3.  O que determina a quantidade de postagem é o tamanho do texto. Textos muito grandes ficam muito chatos de serem lidos, as pessoas desistem no meio. No fim da Postagem eu faço um texto completo, reunindo todas as partes que fica como referência do assunto.

Enquanto publico essas partes preparo o próximo que acredito será muito útil para todos.