Pesquisar este blog

sexta-feira, agosto 30, 2019

Porque no Candomblé as pessoas não são cremadas?


Esse é um dos assuntos mais antigos. Muitos perguntam o motivo.

Tenho 2 explicações, a primeira é um mito que diz que olodumare mandou Oxala fazer o corpo das pessoas, mas, para isso ele precisava de barro. Oxala foi então buscar o barro, mas quando chegou no "barreiro" o barro chorava e gritava tanto para que Oxalá não tirasse um pedaço dele que Oxalá não conseguiu pegar em vista das histéricas e sofridas lamentações.

Voltou a Olodumare e disse isso. Olodumare mandou outros Orixá e todos ele retornavam sem conseguir trazer o barro para Oxalá. Iku, aceitou a missão e foi lá trazer o barro para Oxalá, não dando atenção aos gritos do barro.

Por causa disso IKU, a morte, ficou encarregado por Olodumare de retornar o barro que foi retirado de volta quando as pessoas morrem.

Por essa razão, as pessoas não deve ser cremadas, tem que retornar ao chão para virar barro.

É uma estoria bastante curiosa.

Mas tenho uma outra, é um mito Yoruba, mas não lembro de onde eu tirei, lembro que era um mito Yoruba de fato.


No começo do mundo quando o Criador fez os homens e as mulheres e os animais, todos eles viveram juntos na terra da criação. O Criador era um grande chefe, cuidava de todos os homens, e um ser muito bondoso, que ficava muito triste, sempre que qualquer um deles morria. Então um dia ele mandou para o cão, que era seu mensageiro principal, e lhe disse para ir para o mundo e transmitir a sua palavra a todas as pessoas que para no futuro, sempre que qualquer um deles morresse o corpo era para ser colocados em um recinto e cinzas de madeira seriam lançados sobre ele, e o corpo era para ser deixado sobre o solo, e em 24 horas se tornaria vivo novamente.

Quando o cão já tinha viajado meio dia ele começou a se cansar, assim, como ele estava perto da casa de uma velha senhora, olhou para dentro e vendo um osso com alguma carne nele ele fez uma refeição dele e depois foi dormir,esquecendo-se inteiramente a mensagem que tinha sido dado a ele para entregar.

Depois de um tempo, quando o cão não retornou mais, o criador chamou uma ovelha, e enviou-o para fora com a mesma mensagem. Mas as ovelhas era muito tolas e estando com fome, começaram a comer as ervas doces pelo caminho. Depois de um tempo, porém, ele lembrou que tinha uma mensagem para entregar, mas esquecera qual era exatamente, assim quando ela andou entre o povo disse-lhes que a mensagem que o Criador lhe havia dado para dizer às pessoas, é que sempre que qualquer um deles morrer eles devem ser enterrados debaixo da terra.

Pouco tempo depois, o cão se lembrou da sua mensagem, então ele correu para a cidade e disse às pessoas que elas deveriam colocar as cinzas de madeira sobre os corpos e deixá-los no solo e que eles iriam voltar à vida depois de 24 horas. Mas o povo não acreditou nele, e disse: "Nós já recebemos a palavra do Criador pelas ovelhas, que todos os corpos devem ser enterrados."

Em conseqüência disto os corpos dos mortos são sempre enterrados, e que o cão não é desejado e não confiável como um mensageiro, se ele não tivesse encontrado o osso na casa da velha e esquecida a sua mensagem, os mortos ainda poderiam estar vivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário